sábado, 6 de setembro de 2014

O computador como ferramenta psicopedagógica

Olá pessoal,

Hoje eu quero compartilhar com vocês a experiência que tive e que pode ser utilizada por qualquer pessoa, desde o profissional da área da educação ou não.

Tenho um aprendente que apresenta uma resistência muito forte a escrita e leitura, e faço um trabalho com objetivo de modificar tal comportamento. E já tinha utilizado alguns jogos on line no computador e observei que ele apresenta interesse  maior pela escrita quando utilizo tal recurso.

E dessa vez, decidi utilizar o próprio "programa" oferecido pelo sistema operacional Windows. Lembrei de quando trabalhei como professora de informática em uma escola e tive um grande desafio! Nesta época, o colégio estava começando, e os computadores eram antigos, além de não ter acesso a internet, o driver do cd não funcionava. E eu, como sempre ficava preocupada querendo não só fazer com que os alunos aprendessem a mexer no computador, mas também utilizassem como uma ferramenta de aprendizagem e por sinal muito prazerosa. Assim, despertava o interesse deles e reforçava o conteúdo aplicado pela professora em sala de aula. Diante a falta de recursos, e com a habilidade que Deus me deu de ser beeeem criativa,rs, tive a ideia de utilizar o acessório Paint e inserir o conteúdo. Por exemplo, vamos dizer que eles tinham aprendido as vogais, eu digitava uma atividade envolvendo este conteúdo, eles faziam e era um reforço muito positivo! :)

E foi isto que fiz em um dos meus atendimentos com este aprendente que tem resistência a escrita, e não é que deu certo! Ele começou a escrever algumas palavras e brincando começou a alcançar o objetivo. No encontro seguinte a este, ele mesmo sugeriu que após o exercício no papel, gostaria de escrever as palavras no computador. Aproveitou também e pediu para desenhar um dos seus personagens de desenho favorito, ele disse que o nome do desenho é Hora de aventura.  

Aproveite a dica e utilize este recurso na sua casa e verás que o resultado será positivo.Adapte o conteúdo que deseja aplicar! Você pode inclusive pedir a ele que desenvolva uma história em quadrinhos. Viu, não tem mais desculpas que a internet não funciona ou que no momento está sem. Utilize a criatividade e me conte como foi. Ok? ;)

Por Karla Carvalho.