quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Especial dia do psicopedagogo:Entrevista cedida ao Caderno de educação.

Olá pessoal,

Em virtude desta semana ser especial por causa do dia do psicopedagogo, achei bacana compartilhar com vocês uma entrevista que cedi ao site Caderno de educação, ela ocorreu no ano passado e vale a pena compartilhar com todos!

PSICOPEGAGOGO É PROFISSIONAL PRÓXIMO A ESTUDANTES

        Os primeiros contatos dos estudantes com a psicologia em geral se dá através do psicopedagogo. É na escola, com as primeiras dificuldades de aprendizado, que esse profissional se torna uma mão amiga.
            A psicopedagogia é uma especialização, por isso há pedagogos e psicólogos que atuam na área, mas com certeza é um profissional cada vez mais valorizado na área educacional, desde a infância até já na fase adulta, e especialmente na época de decisão da carreira.
            É comum a presença de estudantes na fase pré-vestibular ou cursando a universidade em consultórios, em busca de ajuda para estudar ou definir a carreira, por isso a série Profissão Psicologia incluiu também a psicopedagogia.
            Karla Lopes Carvalho, 33 anos, atua como psicopedagoga no Rio de Janeiro, e na entrevista a seguir explica muito bem sobre essa profissão que tem sido cada vez mais reconhecida.

Caderno de Educação - Como decidiu seguir a carreira de psicopedagoga?

Karla Carvalho - Sempre gostei de trabalhar com crianças e senti necessidade de me especializar e poder ajudar crianças com dificuldades de aprendizagem.

CE – Você já sabia que área seguir na psicopedagogia, com que vertente trabalhar? Houve influência de outras pessoas: professores, familiares?

Karla Carvalho - Sim, escolhi direcionar meu trabalho para crianças,  pois é o grupo no qual mais gosto de trabalhar. Não houve influência.

CE – O que mais você gosta na sua profissão? Em algum momento pensou em mudar de área?

Karla Carvalho - O que mais gosto é ver a criança conseguir superar suas dificuldades e descobrir prazer em aprender.

CE – Psicopedagogia tem várias áreas de atuação? Como identificar em que área trabalhar. Como o estágio influencia nessa decisão?

Karla Carvalho - Sim, a identificação poderá ocorrer durante a práxis ou estudos de casos. O estágio é o momento onde o estudante pode atuar nas diversas áreas e escolher a que mais se identificar.

CE – Qual o conselho que você dá para quem está pensando em seguir a carreira? Que aptidões são necessárias?

Karla Carvalho - O primeiro passo é que goste da área de educação, que tenha vontade de ajudar as pessoas a identificarem e superarem suas dificuldades de aprendizagem. Ter paciência e amor pelo o que se propor a fazer.

CE – O que é preciso para ser um bom psicopedagogo?

Karla Carvalho - Ter compromisso e ética, entender que deve estar disposto a ouvir mais do que falar, a escuta é um dos requisitos primordiais nessa área. E guardar para si tudo o que é ouvido dentro do consultório/espaço, sigilo também é outro requisito fundamental.

CE – Quais segmentos da psicopedagogia estão em ascensão hoje? Qual mercado de trabalho o recém formado pode almejar?

Karla Carvalho - Hoje temos a institucional, clínica e hospitalar. O mercado de trabalho hoje mais visado é a clínica.

CE – Em contato com estudantes diariamente, nós percebemos que é grande a quantidade de alunos que tem dúvidas sobre que carreira seguir e também o volume de estudantes que mudam de curso, de área. Por que esse aumento, numa época em que existem muito mais opções de carreira do que antigamente?

Karla Carvalho - Porque alguns alunos escolhem a carreira pensando no retorno financeiro ou status, e no decorrer do curso se deparam com a falta de identificação, e passam a se preocupar se quando formados vão conseguir atuar, fazendo com que na metade do curso troquem de área.

CE – Fale um pouco sobre a Psicopedagogia:

Karla Carvalho - A Psicopedagogia é um campo de atuação em Saúde e Educação que lida com o processo de aprendizagem humana: seus padrões normais e patológicos considerando a influência do meio - família, escola e sociedade - no seu desenvolvimento, utilizando procedimentos próprios da Psicopedagogia. Tem sido aceita e reconhecida como especialização pelo INEP/MEC.
 É reconhecida academicamente através das produções científicas materializadas em teses, publicações e reuniões científicas organizadas pelo nosso órgão de classe Associação Brasileira de Psicopedagogia e por outros órgãos representados pelos profissionais e áreas afins. A formação é feita em cursos de especialização em universidades públicas e particulares. Não há atualmente, portanto, como desconhecer o papel relevante desta profissão que tem contribuído para a integração de crianças, adolescentes e adultos que por diferentes razões estão desarticulados do sistema escolar e de instituições onde a aprendizagem é o centro.
 Diferentemente dos primórdios do movimento educacional preocupado em compreender as razões do insucesso das crianças na escola, buscando apenas no aluno as respostas, a tendência contemporânea é considerar o insucesso enquanto sintoma social e não apenas como uma patologia do aluno.

Karla Carvalho é pedagoga, psicopedagoga, empreendedora e assina o site Psicopedagogiaonline.






Leia mais: 

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Especial dia do psicopedagogo: Dúvidas mais comuns 2.

Quanto o psicopedagogo clínico cobra em um atendimento?

Essa dúvida é a mais comum entre os profissionais que estão iniciando na área! Costumo dizer que o preço varia de acordo com a região do Brasil e o bairro também influenciará. Se você vai atender em lugar onde poder aquisitivo é melhor, poderá pedir um valor compatível, mas se você vai atender em local mais carente, preços populares será o mais recomendável. Na minha região o preço em média varia de R$50,00 a R$90,00. Lembrando que em nossa profissão são necessários vários atendimentos, então uma dose de bom senso é fundamental. Sem contar que se você é iniciante, precisa fazer seu nome e ser reconhecido na sua região, então um preço popular é o mais indicado.

Quanto tempo dura um atendimento?

Um atendimento dura em média 50 min., mas existe alguns momentos que precisamos exceder alguns minutos, chegando a 60 min.

Qual o público que o psicopedagogo pode atender, existe alguma idade específica?

Não existe idade específica, pessoas com dificuldades na aprendizagem podem procurar um psicopedagogo a qualquer momento. Mas normalmente a idade que os pais procuram pelo profissional é a partir da classe de alfabetização, pois é quando percebe-se que existe uma dificuldade no processo da leitura e/ou escrita.

Existe algum órgão que representa a psicopedagogia?

No momento contamos com uma associação, chamada ABPp - Associação Brasileira de Psicopedagogia, que luta em prol da regulamentação da profissão.


Qual o local mais indicado para o psicopedagogo clínico atuar?

Em clínicas onde exista profissionais como fonoaudiólogos e/ou psicólogos.

A supervisão faz-se realmente necessária ao psicopedagogo iniciante?

Sim, todo psicopedagogo iniciante precisa contar com a ajuda da supervisão de um profissional experiente, ou seja, que tenha mais de 5 anos de formado.

Tenho desejo de abrir um espaço e atuar como psicopedagogo clínico, eu posso?

Esta informação é muito importante e gera ainda muitas dúvidas, logo que me formei e decidi abrir o meu espaço, procurei supervisão com uma profissional experiente e qualificada, onde recebi a informação seguinte: Sim, desde que você tenha um espaço físico adequado com materiais necessários para atender o aprendente, e procure a prefeitura da sua cidade para solicitar o alvará. Não esquecendo de denominar o nome como ESPAÇO e não CLÍNICA. Isto até a profissão enfim ser regulamentada, aí teremos outras regras para cumprir.

Qual a chave básica para que o psicopedagogo desenvolva um bom trabalho?

Ética, comprometimento, dedicação, amor (pelo o que faz) e respeito!

Como faço para me associar a ABPp? 

Cada estado é representado por uma, mas para buscar qualquer informação a respeito Clique aqui.

Como faço para obter o título de psicopedagogo?

Através do curso de pós graduação (especialização), existe alguns estados que já estão oferecendo a nível de graduação. 


Por Karla Carvalho







segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Especial dia do psicopedagogo: dúvidas mais comuns!

O QUE É PSICOPEDAGOGIA?

É a área que atua no processo da aprendizagem; identificando as causas do não aprender,  e intervindo, para que o sujeito supere suas dificuldades  e alcance o sucesso escolar.

QUAIS ÁREAS  A PSICOPEDAGOGIA BUSCA CONHECIMENTO?

Pedagogia,  psicanálise,  psicologia e  antropologia.

ONDE, QUANDO E PORQUE SURGIU?

Conforme a psicopedagoga Alicia Fernández (BOSSA, 2000, p. 41), a Psicopedagogia surgiu na Argentina há mais de 30 anos e foi em Buenos Aires, sua capital, a primeira cidade a oferecer o curso de Psicopedagogia.

Foi na década de 70 que surgiram, em Buenos Aires, os Centros de Saúde Mental, onde equipes de psicopedagogos atuavam fazendo diagnóstico e tratamento. Surgindo da necessidade de atender a crianças com problemas de aprendizagem como uma forma de re-educação escolar.
Hoje os estudos estão muito desenvolvidos e os trabalhos, que inicialmente confundiam-se com um reforço pedagógico (sem propiciar os resultados desejados) mostram-se bem distantes desta visão.
ÁREA DE ATUAÇÃO:

Atualmente clinica e Institucional .

Área clínica
Prestar atendimento psicopedagógico em clínicas e consultórios, a fim de solucionar dificuldades de aprendizado.
Educação continuada
Auxiliar indivíduos que, por qualquer problema se veem afastados da escola.
Orientação pedagógica
Resolver questões ligadas a currículo, métodos de ensino e abordagens pessoais. Criar um plano de trabalho que facilite o aprendizado dos alunos.
Recursos humanos

Assessorar empresas, órgãos públicos e ONGs nos processos de aprendizagem dos funcionários.

Fonte:http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/ciencias-humanas-sociais/psicopedagogia-688126.shtml
www.abpp.com.br/faq/como-surgiu-psicopedagogia

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Matrícula aberta para Educação especial 2015

Olá pessoal,

Navegando pela internet vi que a matrícula para educação especial já começou e vai até 31 de Outubro. Quem não tiver computador em casa e/ou internet, poderá comparecer em um dos pólos para realizar a matrícula. Abaixo um texto que extraí do site da Folha Dirigida, onde tem boas informações.

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro realiza, a partir desta terça-feira, dia 21, a matrícula de alunos para Educação Especial no ano letivo de 2015. A inscrição deverá ser feita pela internet na página da matrícula digital do município. Os alunos com deficiência que já estudam nas escolas da prefeitura terão a matrícula renovada automaticamente.
O responsável que deseja matricular seu filho ou realizar a transferência de escolas precisa preencher um cadastro no site até o dia 31 de outubro. Para quem não tem acesso à internet, a secretaria disponibiliza polos de acesso para a realização da inscrição. Os polos de atendimento funcionarão das 8h às 16h em diversas escolas. Os endereços podem ser consultados na FOLHA DIRIGIDA Online.
No ato do preenchimento do cadastro, o responsável deverá selecionar até cinco escolas para a matrícula do estudante. É importante ter em mãos o endereço completo - incluindo CEP - e os documentos do aluno e do responsável legal. Na inscrição será informado ainda, o endereço no qual o aluno precisará comparecer para a avaliação com a área especializada em Educação Especial da Prefeitura.Nessa avaliação, será realizado o encaminhamento escolar para a unidade mais adequada.
Segundo informativo divulgado à imprensa pela Secretaria Municipal de Educação, caso o aluno possua algum laudo médico, é importante apresentar esse documento durante a avaliação. Ainda segundo o informativo da Secretaria, os pais podem optar pelo ingresso do aluno em classes comuns, em classes de escolas especiais, como também pela opção do atendimento itinerante domiciliar. Os pais definirão a forma de atendimento das crianças após uma reunião com especialistas do Instituto Municipal Helena Antipoff (IHA). Nos próximos dias, a Secretaria de Educação deve divulgar as datas para pré-matrícula nas demais turmas.

Para realizar a matrícula CLIQUE AQUI.

Fonte:http://www.folhadirigida.com.br/fd/Satellite/educacao/noticiario/Rio-abre-prazo-de-matricula-para-a-rede-municipal-2000089823471-1400002102372


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

A ludicidade e a psicopedagogia

O que é ludicidade?

Ludicidade é uma forma  de desenvolver a criatividade e os conhecimentos, através de jogos, música e dança. Com o intuito de educar e ensinar, se divertindo e interagindo com os outros.

O primeiro objetivo de trabalhar com o jogo é o de ser lúdico (ensinar e aprender se divertindo).

A ludicidade é uma necessidade na vida do ser humano em todas as idades; e não deve ser vista apenas como diversão ou momentos de prazer, mas momentos de desenvolver a criatividade, a socialização com o próximo, o raciocínio, a coordenação motora, os domínios cognitivos, afetivos e psicomotores.

A palavra ludicidade tem sua origem na palavra latina "ludus" que quer dizer "jogo". Se achasse confinada a sua origem, o termo lúdico estaria se referindo apenas ao jogo, ao brincar, ao movimento espontâneo, mas passou a ser reconhecido como traço essencialmente psicofisiológico, ou seja, uma necessidade básica da personalidade do corpo e da mente no comportamento humano, as implicações das necessidades lúdicas extrapolaram as demarcações do brincar espontâneo de modo que a definição deixou de ser o simples sinônimo de jogo. O lúdico faz parte das atividades essenciais da dinâmica humana, trabalhando com a cultura corporal, movimento e expressão (ALMEIDA, 2006).

O jogo e a psicopedagogia:

O jogo surge como um auxílio psicopedagógico, desenvolvendo o relacionamento em grupo e também a autonomia. 
Cada jogo tem seus objetivos e características próprias e cabe ao educador observar qual jogo deverá aplicar naquele grupo para obter um melhor resultado, de acordo com as dificuldades apresentadas naquele momento educativo. 
O jogo auxilia na diminuição da ansiedade, quando o seu propósito é ajudar a criança a perceber a importância do “tempo” para a realização de uma determinada tarefa ou quando o educador mostra não só a importância do resultado, mas também do processo pelo qual se passa para se obter o resultado desejado. 
O aprimoramento da coordenação motora fina nos jogos ajuda o educando nas atividades de alfabetização e desenvolve habilidades importantes para o processo de ensino-aprendizagem. 
Quando se estimula o educando através de tarefas que utilizam estratégias, planejamento e exigem antecipação para resolvê-las, o educador está, consequentemente estimulando o seu raciocínio - lógico, aspecto importante para uma aprendizagem significativa. 
Segundo Vygotsky (2007), o brinquedo tem grande influência no desenvolvimento da criança. Através dos brinquedos, o infante cria situações de imaginação, dando espaço para as suas fantasias. Dessa forma, o brinquedo pode ter vários significados: um cabo de vassoura, por exemplo, no mundo da imaginação, pode se tornar um cavalinho - de - pau para a criança. 
A criança, ao inventar um brinquedo usando sua própria criatividade, está conhecendo suas potencialidades, soltando sua imaginação. Para uma criança, o brinquedo terá maior valor quanto mais se aproximar da realidade, ou seja, quanto mais atraente, sofisticado e perto do seu dia a dia, mais valor terá como instrumento de “brincar”. 
O brinquedo, portanto, pode determinar vários sentimentos na criança. Assim, um mesmo brinquedo pode ser apenas uma boneca em um momento lúdico de divertimento, como também pode se tornar uma representação de sentimento e emoções. Um exemplo dessa atitude é uma criança que agride uma boneca com raiva dizendo que é sua irmã. Esse 
seria o momento para manifestar suas angústias e alegrias, já que o ciúme é normal na idade de seis a sete anos. 
Segundo Almeida (2003), os jogos de expressão e interpretação propiciam momentos de aprendizagem, além de enriquecer a linguagem oral e escrita do educando, ampliando seu vocabulário pela socialização e auxiliando seu desenvolvimento cognitivo. 
Os brinquedos tradicionais são bem educativos quando orientados pelo profissional, pois os jogos de bolinha de gude, jogo da vara, jogo da cabra cega, jogo do lencinho, jogo do anel entre outros ajudam na integração social e afetiva dos educandos. 



Fonte:http://www.facsaoroque.br/novo/publicacoes/pdf/v4-n1-2013/Deyse.pdf
http://www.efdeportes.com/efd119/a-ludicidade-no-desenvolvimento-e-aprendizado-da-crianca-na-escola.htm

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Manual do psicopedagogo clínico - on line: Avaliação psicopedagógica

Todo psicopedagogo quando termina sua especialização fica com muitas dúvidas e não sabe como iniciar...

Na verdade, vem uma mistura de sentimentos: vontade, medo, coragem, insegurança e por aí vai.

Mas uma coisa é certa, se não dermos o primeiro passo nunca vamos sair da estaca zero, não é verdade?

Pois bem, comigo também não aconteceu diferente! 

Mas de uma coisa estava certa: Não vai ser mais um Diploma pra ficar "arquivado" na gaveta. 

Enfim, a minha determinação foi a responsável para que desse o primeiro passo. E como vocês bem sabe, a luta foi grande, mas não fugi!!

E depois de tanto estudar, ler livros, artigos, assistir vídeos, seminários, cursos on line e supervisão psicopedagógica, iniciei. E tudo deu super certo, logo após 6 meses de ter conseguido o meu primeiro aprendente montei o meu consultório. Com muita luta, pois as despesas não são pequenas, mas com muita fé e determinação consegui e eis que estou aqui hoje com uma quantidade de atendimentos que dá para manter minhas despesas e meu custo de vida. 

E tenho a certeza, que minha realização profissional depende única e exclusivamente de mim.

E o que assombra inicialmente todo psicopedagogo é como ele vai conduzir a AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA.

Através desse vídeo você verá uma conversa informal com dicas que ajudará você profissional iniciante, nas suas primeiras avaliações, ou pelo menos você vai ter uma ideia de como é uma AVLP e o que acontece.

Espero que você goste e que verdadeiramente eu possa te ajudar!! :)

E aguarde o próximo vídeo!!

Por Karla Carvalho





segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Desenvolvimento das habilidades: Oral, escrita e leitura. Como posso ajudar?


Sabemos que a fala é uma  das primeiras habilidades a ser desenvolvida e trabalhada no ser humano, e temos conhecimento, que quanto mais estimulamos a criança a falar e ensinamos  palavras novas com a pronúncia correta, conseguimos um  melhor resultado!

E assim ocorre no processo da leitura e escrita, estes devem ser trabalhados, desde cedo, no ambiente familiar e escolar. Como? Realizando: a leitura de histórias infantis para a criança; atividades culturais, visita à museus, teatro, cinema... Assim, o objetivo proposto tende a ser mais facilmente alcançado.

Porém, sabemos que trabalhar estas habilidades não é uma tarefa tão fácil! 

Em meios a tantos estímulos diferentes e atrativos que a criançada tem contato hoje em dia, a criatividade e uma boa dinâmica ajuda e muito. 

Pensando em contribuir e ajudar a todos vocês, preparei um vídeo com uma atividade, super prática e objetiva. E que ainda, pode ser realizada por você: pais, professores ou especialistas a  ajudarem esta criança a desenvolver as habilidades: oral, escrita e leitura. 

E mais, com apenas algumas figuras, uma folha, um lápis e borracha você está pronto para exercitar!!

Boa sorte e um bom resultado!!  :)

Por Karla Carvalho






sexta-feira, 12 de setembro de 2014

2 anos de blog e facebook - Estamos em festa!

Olá pessoal,

Estou criando este post para dizer que esta semana o blog e a página completaram 2 anos! 
E contar um pouco pra vocês como surgiu e o resultado até a presente data. Bom, o blog
surgiu na necessidade que eu tinha de compartilhar com vocês as minhas experiências, dúvidas, medos e inseguranças. E juntos, trocarmos experiências e compartilharmos saberes! Logo, que fiz o blog decidi fazer a página no facebook, pois acreditava ser um meio mais fácil de conseguir divulgar o blog, e foi!
E agradecer em especial uma amiga(Day) que conheci quando trabalhamos juntas na UPA - Unidade de pronto atendimento, é isto mesmo, no vídeo que fiz contando como tudo começou, falei pra vocês da minha paixão e certeza pela a carreira na área da educação, mas que dei muitas voltas até chegar finalmente onde estou e fazer o que eu AMO. Veja o vídeo:Clique aqui

Percebi que precisava arrumar uma forma de ficar conhecida e poder assim aumentar o número de seguidores e consequentemente a troca de saberes aumentaria, e decidir promover sorteios culturais de livros e com isto tive o prazer e a honra de conhecer várias autores bacanas que me ajudaram muito doando seus livros. Dra Ana Beatriz Barbosa e Silva, Dra Alessandra Soares, Dr Gustavo Teixeira, Solange Depera Gelles, entre outros! E acredite, deu certo e hoje já ultrapassamos o número de 130.000 de seguidores no FACEBOOK, e interajo sempre com todos e troco muitos conhecimentos.


Sou muito grata a Deus em primeiro lugar por tudo, em seguida minha família, e a todas essas pessoas que me ajudaram e também aos meus seguidores.

A partir de Agosto/14 voltei a gravar vídeos pensando em ajudar a todos profissionais que se formaram e não sabem como iniciar. Espero que gostem e divulguem meu trabalho.Clique aqui e conheça meu canal


Lembre-se: Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo.

Quem acredita SEMPRE ALCANÇA!

Deus abençoe a todos vocês!





segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Distúrbios de aprendizagem - Definição; Os mais comuns e os profissionais que podem identificá-los.

Distúrbios de aprendizagem

Quando ocorre uma falha no processamento das informações recebidas pela criança, adequadamente, através do meio externo (visuais, auditivas e cinestésicas), e ela não consegue integrar, processar e armazenar tais informações isto dificulta o processo de saída seja pela leitura, escrita e cálculo. A este acontecimento podemos atribuir que ele esteja associado a um distúrbio de aprendizagem, caracterizado por uma disfunção no SNC (Sistema Nervoso Central). 

Com isto, podemos dizer que a pessoa nasce com distúrbio e que na maioria das vezes tem sua origem genética e hereditária. Mas em alguns casos poderá ser adquirida, por exemplo, a afasia (perda de linguagem)  manifestada por pessoas que sofreram um acidente vascular cerebral, e que pode ter algumas das suas habilidades prejudicadas e com isto apresentar o distúrbio.

Um diagnóstico precoce alcançará resultados significativos e ajudará no tratamento, além de uma  boa e correta orientação a família e escola. Este diagnóstico normalmente é fechado por uma equipe multidisciplinar e poderá ser composta por:
  • Psicopedagogo;
  • Psicólogo;
  • Psiquiatra;
  • Pediatra;
  • Fonoaudiólogo;
  • Geneticista;
  • Oftalmologista
  • Neurologista entre outros.
Entre os distúrbios de aprendizagem temos: Dislexia, Disgrafia e Discalculia. Abaixo um breve resumo destes distúrbios que afetam as habilidades da escrita, leitura, numérica, desenvolvimento motor e cognitivo.

Dislexia: É uma dificuldade de aprendizagem de origem neurológica. É caracterizada pela dificuldade com a fluência correta na leitura e por dificuldade na habilidade de decodificação e soletração. Essas dificuldades resultam tipicamente do déficit no componente fonológico da linguagem que é inesperado em relação a outras habilidades cognitivas consideradas na faixa etária.

O diagnóstico é feito pela equipe multidisciplinar, que utilizam uma avaliação minuciosa e de exclusão, ou seja, será investigado  se a criança possui déficit intelectual, disfunções ou deficiências auditivas e visuais, lesões cerebrais (congênitas e adquiridas),desordens afetivas anteriores ao processo de fracasso escolar (com constantes fracassos escolares o disléxico irá apresentar prejuízos emocionais, mas estes são consequências, não causa da dislexia).

Para o tratamento da dislexia será necessário levar em conta a realidade sócio-cultural de cada aprendente, e deverá ser respeitada a individualidade de cada um. Dependendo da idade do paciente são utilizados materiais lúdicos como computador, jogos, brinquedos para uma estimulação indireta ou exercícios direcionados, sendo uma terapia mais diretiva.

DisgrafiaAlteração da escrita que a afeta na forma ou no significado, sendo do tipo funcional. Perturbação na componente motora do ato de escrever, provocando compressão e cansaço muscular, que por sua vez são responsáveis por uma caligrafia deficiente, com letras pouco diferenciadas, mal elaboradas e mal proporcionadas.
De forma geral, a criança com disgrafia apresenta uma série de sinais ou manifestações secundárias motoras que acompanham a dificuldade no desenho das letras, e que por sua vez a determinam. Entre estes sinais encontram-se uma postura incorreta, forma incorreta de segurar o lápis ou a caneta, demasiada pressão ou pressão insuficiente no papel, ritmo da escrita muito lento ou excessivamente rápido.

Discalculia: É um problema causado por má formação neurológica que se manifesta como uma dificuldade no aprendizado dos números. Essa dificuldade de aprendizagem não é causada por deficiência mental, má escolarização, déficits visuais ou auditivos, e não tem nenhuma ligação com níveis de QI e inteligência.

Crianças portadoras de discalculia são incapazes de identificar sinais matemáticos, montar operações, classificar números, entender princípios de medida, seguir sequências, compreender conceitos matemáticos, relacionar o valor de moedas entre outros.

Por Karla Carvalho





Referencias:
http://www.dislexia.org.br/
http://www.brasilescola.com/doencas/discalculia.htm
http://www.appdae.net/disgrafia.html
http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrID=339








domingo, 7 de setembro de 2014

Acesso VIP - Congresso on line ENAMÃES

Olá pessoal,

Em relação ao primeiro encontro ENAMÃES quero dizer que foi um sucesso e gostaria de agradecer em primeiro lugar as queridas Tatiana e Thayse do portal do ser, e deixar registrado que foi um imenso prazer e muito gratificante poder ter participado deste mega encontro.

Quero agradecer o carinho de todos! As mensagens no facebook, e-mails, é tudo isto que me faz ir além e procurar ajudar a todos vocês cada vez mais.

E recebi muitas perguntas de pessoas que não conseguiram ver todas as palestras por diversos motivos: por estar no trabalho; ter ido passear com a família; a internet não ter colaborado... Enfim, e que gostariam de saber como pode ter acesso a este material rico e que muito vai acrescentar e fazer a diferença na sua vida e da sua família. E vim dizer, para estas pessoas que tem interesse de adquirir o acesso VIP Clique aqui e leia as informações para adquirir. Garanta logo o seu, pois só vai estar disponível para venda do dia 09/09 até o dia 12/09 às 23:59h!

Ah, vou deixar dois prints que fiz durante a minha palestra! :)



sábado, 6 de setembro de 2014

O computador como ferramenta psicopedagógica

Olá pessoal,

Hoje eu quero compartilhar com vocês a experiência que tive e que pode ser utilizada por qualquer pessoa, desde o profissional da área da educação ou não.

Tenho um aprendente que apresenta uma resistência muito forte a escrita e leitura, e faço um trabalho com objetivo de modificar tal comportamento. E já tinha utilizado alguns jogos on line no computador e observei que ele apresenta interesse  maior pela escrita quando utilizo tal recurso.

E dessa vez, decidi utilizar o próprio "programa" oferecido pelo sistema operacional Windows. Lembrei de quando trabalhei como professora de informática em uma escola e tive um grande desafio! Nesta época, o colégio estava começando, e os computadores eram antigos, além de não ter acesso a internet, o driver do cd não funcionava. E eu, como sempre ficava preocupada querendo não só fazer com que os alunos aprendessem a mexer no computador, mas também utilizassem como uma ferramenta de aprendizagem e por sinal muito prazerosa. Assim, despertava o interesse deles e reforçava o conteúdo aplicado pela professora em sala de aula. Diante a falta de recursos, e com a habilidade que Deus me deu de ser beeeem criativa,rs, tive a ideia de utilizar o acessório Paint e inserir o conteúdo. Por exemplo, vamos dizer que eles tinham aprendido as vogais, eu digitava uma atividade envolvendo este conteúdo, eles faziam e era um reforço muito positivo! :)

E foi isto que fiz em um dos meus atendimentos com este aprendente que tem resistência a escrita, e não é que deu certo! Ele começou a escrever algumas palavras e brincando começou a alcançar o objetivo. No encontro seguinte a este, ele mesmo sugeriu que após o exercício no papel, gostaria de escrever as palavras no computador. Aproveitou também e pediu para desenhar um dos seus personagens de desenho favorito, ele disse que o nome do desenho é Hora de aventura.  

Aproveite a dica e utilize este recurso na sua casa e verás que o resultado será positivo.Adapte o conteúdo que deseja aplicar! Você pode inclusive pedir a ele que desenvolva uma história em quadrinhos. Viu, não tem mais desculpas que a internet não funciona ou que no momento está sem. Utilize a criatividade e me conte como foi. Ok? ;)

Por Karla Carvalho.







quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Congresso Enamães (on line)

Pessoal,

A inscrição para participar do congresso on-line já está aberta, Clique aqui e inscreva-se!

ENAMÃES – 1º Encontro Nacional de Mães Congresso 100% Online. 21 dos Maiores Especialistas do Brasil das áreas de Educação Infantil, Comportamento, Relacionamento e Autoconhecimento. Conteúdo com muita qualidade, dicas práticas, passo-a-passo, que tem o poder de transformar esta relação tão importante entre Mães e Filhos para outro patamar de compreensão e entendimento. Saiba Como Educar seus Filhos para serem Felizes. Você adquire o Acesso VIPMãe Coruja e tem acesso durante 1 ano a uma área EXCLUSIVA online, para ver e rever a todas as Palestras do lugar e hora que preferir. E MAIS recebe os áudios MP3 para baixar e ouvir no carro, na academia do lugar que quiser! Além de receber um CERTIFICADO de sua Participação ao ENAMÃES e MAIS BÔNUS exclusivos preparados especialmente por nossos ESPECIALISTAS!





quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Rifa de 1 Kit com 4 livros do Dr Gustavo Teixeira

ADQUIRA A RIFA DO KIT POR R$5,00 CADA NÚMERO E CONCORRA A 4 LIVROS!

Sorteio de 4 livros: Manual dos transtornos escolares + Desatentos e Hiperativos + Manual Antibullying +O reizinho da casa.
Pensando em um forma de ajudar os profissionais e pessoas interessadas pela área da educação, resolvi criar esta rifa e assim aumentar a chance deste público a terem acesso a livros que colaboram na construção do conhecimento. Compre seu número e concorra! Boa sorte!
 De 21/08/2014 20:00 a 22/09/2014 20:00 

CLIQUE  NO LINK ABAIXO PARA COMPRAR:

http://www.rifadigital.com.br/kit-livros-psicopedagogia







Rifa BENEFICENTE AMIGOS DO RUAN - CONCORRA A 1 LIVRO NEUROPSICOLOGIA PARA O NOVO MILENIO

Pessoal,
Criei,esta rifa  BENEFICENTE, pois me comprometi a ajudar o Amigos do Ruan. Já divulguei a página para todos conhecerem, a intenção é de ajudar. Então, a forma que posso ajudar no momento é doando 1 livro que tenho para venda. E assim além de ajudar você concorre a 1 livro NEUROPSICOLOGIA PARA O NOVO MILÊNIO. Cada pessoa tem direito a comprar 5 números, cada um custa R$1,00. Quem não quiser ajudar comprando a rifa, peço que conheça o facebook dele, compartilhe a página, ou faça um depósito mesmo que pequeno na conta da mãe dele. Enfim, faça como seu coração mandar, mas ajude! Sei que existe MILHARES de crianças que precisam de ajuda. Mas se cada um puder ajudar uma criança, o mundo se torna melhor! Segue o site dele para conhecer:http://amigosdoruan.com.br/ e a página do face:https://www.facebook.com/amigosdoruan
Após o sorteio farei a transferência para a conta corrente dele e o comprovante será divulgado aqui na página, vou pedir que a mãe dele também confirme o depósito para que todos vejam que o dinheiro foi revertido para ajudá-lo!
Quanto as regras do sorteio vale a mesa divulgada ainda pouco, para resumir, só leva o livro que efetua o pagamento ou depósito, e o prazo para envio é de até 30 dias.
Agradeço e o Ruan também!
Deus abençoe!!
, me comprometi a ajudar o Amigos do Ruan. Já divulguei a página para todos conhecerem, a intenção é de ajudar. Então, a forma que posso ajudar no momento é doando 1 livro que tenho para venda. E assimalém de ajudar você concorre a 1 livro NEUROPSICOLOGIA PARA O NOVO MILÊNIO. Cada pessoa tem direito a comprar 5 números, cada um custa R$1,00. Quem não quiser ajudar comprando a rifa, peço que conheça o facebook dele, compartilhe a página, ou faça um depósito mesmo que pequeno na conta da mãe dele. Enfim, faça como seu coração mandar, mas ajude! Sei que existe MILHARES de crianças que precisam de ajuda. Mas se cada um puder ajudar uma criança, o mundo se torna melhor! Segue o site dele para conhecer:http://amigosdoruan.com.br/ e a página do face:https://www.facebook.com/amigosdoruan
Após o sorteio farei a transferência para a conta corrente dele e o comprovante será divulgado aqui na página, vou pedir que a mãe dele também confirme o depósito para que todos vejam que o dinheiro foi revertido para ajudá-lo!
Quanto as regras do sorteio vale a mesa divulgada ainda pouco, para resumir, só leva o livro que efetua o pagamento ou depósito, e o prazo para envio é de até 30 dias.
Agradeço e o Ruan também!
Deus abençoe!!


INÍCIO: 21/09/2014 SORTEIO:30/09/2014

http://www.rifadigital.com.br/rifa-beneficiente-amigos-do-ruan



terça-feira, 19 de agosto de 2014

Gravando Congresso ENAMÃES

Olá Pessoal,

   No domingo, dia 17/08 gravei a palestra sobre dificuldades de aprendizagem. 

      Foi um desafio, pois precisei me concentrar ao máximo para contribuir com informações importantes e ajudar a todas às mamães e profissionais que buscam por conhecimento com objetivo de ajudar estas crianças.

     E geralmente quando você decide gravar tudo conspira contra...Rs...É o cachorro do vizinho que late; É o carro de som do político que passa divulgando aquela musiquinha, rs; É a campainha que toca, o telefone; O barulho das crianças na rua brincando que te desconcentra,você erra, e tem que voltar e gravar tudo novamente....Enfim, faz parte! 
    
       Ah rolou, até uma sessão de "selfie" para descontrair e registrar este momento. Rsrsrs...


      Passei a manhã toda gravando, mas saiu do jeito que eu queria! :) 

     Espero que vocês gostem e não esqueçam de fazer a inscrição!

  E o tema da minha palestra é: ENTENDA AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DAS CRIANÇAS.

   Será em Setembro!










quarta-feira, 13 de agosto de 2014

1º Encontro Nacional de Mães (Congresso 100% online)

Olá Pessoal,

Recebi um convite que me deixou muito feliz!

Fui convidada para participar como Palestrante do 1º Encontro Nacional de Mães.

O ENAMÃES – É em evento nos moldes de um Congresso, porém não presencial e sim 100% Online, voltado ao público feminino, mais especificamente às Mães.

O Modelo de Eventos ON-LINE ainda é recente no Brasil, tem expressiva abrangência na Europa e EUA, contudo está em franca expansão pelo seu alcance e capacidade de gerar impacto considerável para uma grande audiência não alcançada pelos modelos tradicionais presenciais.

Serão 21 Especialistas da Área Comportamental, Autoconhecimento, Relacionamento, Educação Infantil, que durante em 7 dias de evento, transmitiram seu conhecimento para o Público Inscrito neste Evento.

O Evento Online será Realizado durante o período de 01 a 07/09/2014.

Maiores informações: Em breve, disponibilizarei como vocês irão fazer a inscrição.