segunda-feira, 18 de julho de 2016

BRINCADEIRAS DE FÉRIAS!! ADOLESCENTES...

Dando continuidade às sugestões de brincadeiras para as férias. O papo agora é com a galera de 13 anos para cima.
Pode parecer que eles já estão grandes demais para a brincadeira, mas que tal incentivar a prática, não é mesmo? Afinal, adolescência também é sinônimo de alegria, divertimento, casa cheia de amigos e, para os pais, esta é uma ótima oportunidade de conhecer os amigos (e os pais dos amigos) de seus filhos, estar mais próximo deles, aproveitando para entendê-los melhor, saber o que eles gostam, e, porque não, ter bons momentos ao lado da moçada que ficarão marcados para sempre.
Peça auxílio dos seus filhos (que serão os anfitriões) para preparar lanches, pipoca, um bolo e suco ou refrigerante. A diversão vai começar!

Stop:

Material:
Papel e caneta.
Regras:
Em conjunto, os jogadores escolherão as categorias que o jogo deve conter geralmente vão nome, cor, local, objeto,comida, profissão,marca, ator, cantor (ou conjunto musical), filme e qualquer uma que você achar interessante.
Quando todos estiverem prontos, sorteia-se uma letra. Todos devem encontrar e escrever palavras que iniciem com a letra escolhida em cada categoria. O primeiro que completar todas as categorias com a letra escolhida grita STOP e todos os outros devem parar de escrever imediatamente.
Todos compartilham o que escreveram em cada categoria e pontuam da seguinte forma:
10 pontos: palavra inédita na categoria (nenhum outro participante lembrou da mesma palavra)
5 pontos: a categoria está preenchida, mas a palavra foi igual a de outro participante.
0 ponto: categoria na qual o participante não completou com a palavra.
Esta contagem deve ser feita após cada compartilhamento de palavra. Ao fim do jogo, somam-se as pontuações obtidas em cada sequência de letras.
Vence a partida quem acumular mais pontos  ao fim do jogo.

O que trabalha?
Tolerância à frustração (ganhar, perder);
Freio inibitório (para parar de escrever na hora certa);
Estratégia (escrever primeiro o que já sabe, abreviar a palavra...)
Memória de longo prazo (para lembrar as palavras que iniciam com a letra escolhida em cada categoria)
Agilidade mental e na escrita ( há a necessidade de ser rápido para completar tudo antes dos colegas e fazer mais pontos).
Cálculo mental ( é preciso somar os pontos a cada rodada).


Jogos de tabuleiro, cartas

Material:
Há muitos jogos de tabuleiro disponíveis no mercado. Alguns ainda a venda, fizeram parte da adolescência dos pais dos adolescentes de hoje. Que delícia poder ter os filhos e amigos  juntos para reviver os velhos tempos! War (jogo de estratégia de guerrilha e conquista de territórios), UNO (jogo de cartas), Cai não cai (jogo de palitos e bolas de gude), Scotland Yard (para resolução de casos policiais),dama, xadrez,dominó, baralho,Master (jogo de perguntas e respostas), Perfil (para descobrir que pessoa ou objeto através de dicas), entre uma infinidade de outros
Regras:
Cada um tem em sua embalagem as regras do jogo.
O que trabalha?
Tolerância à frustração (ganhar, perder)
Trabalho em grupo (a brincadeira fica mais divertida se formarem-se grupos para que possam competir.
Leitura, interpretação de texto e raciocínio: todos eles tem um objetivo final que deve ser perseguido para que se vença.

Advinhe se puder:
Material:
Lápis e papel
Regras:
Pode se jogar em duo ou em equipes, o que fica mais divertido.  Cada time ou participante deve escolher uma coisa para desenhar e o outro time deve advinhar o que foi desenhado.Quem desenhou deve ajudar o time adversário a acertar fazendo mímica ou desenhando mais coisas que tem a ver com o desenho inicial para dar as dicas. Mas sem dizer nenhuma palavra e sem fazer sons.
Ganha o jogo quem conseguir acertar mais coisas que foram desenhadas.
O que trabalha?
Criatividade
Imaginação
Trabalho em equipe



Campeonato de vídeo-game:

Terror dos pais, tios, madrinhas e amigos mais velhos desta geração, desde que não seja a única diversão aproveitada pelas crianças ele pode ser um aliado bem divertido.
Material:
Vídeo game
Regras:
As regras vem em cada jogo. Melhor ainda se forem de plataformas que permitam que, ao jogar, as crianças possam dar socos no ar (como o boxe) pular, dançar...Mexer o corpo durante a execução da brincadeira.
O que trabalha?
Agilidade mental
Estratégia
Trabalho em equipe




As férias ainda estão no meio!!!Vamos brincar! 

CURTA A PÁGINA DA NOSSA COLABORADORA E
 ACOMPANHE SEU TRABALHO: Clique aqui

sábado, 16 de julho de 2016

FÉRIAS!! Sugestões de brincadeiras - Crianças de 8 a 12 anos!

Futebol de botão:

Material:
Os times de futebol de botão são vendidos em lojas de brinquedos ou até em lojas de preços populares, mas nada impede de você usar tampinhas de garrafas (11 para cada jogador de cada time), caixas de fósforos vazias (2 para os goleiros de cada time) uma bilinha de papel alumínio ou pedrinha (para a bolinha) e 3 pedaços de papelão para construir cada trave do gol.

Regras:
Jogam 2 participantes por vez. Se houverem mais crianças é necessário que combinem antecipadamente a quantos gols feitos termina cada partida. Cada criança organiza seus jogadores e goleiro como quiser. Ao decidirem quem inicia a partida, é só colocar a bolinha à frente do jogador e, tocando no jogador, fazer a bolinha andar no sentido ao gol do adversário. Cada criança deve passar a vez ao seu oponente sempre que a bolinha tocar no jogador do time adversário.
Ganha o jogo quem chegar a quantidade de gols pré determinada (ou fizer mais gols).

O que trabalha?
Tolerância à frustração (ganhar, perder);
Freio inibitório (a criança tem que aguardar sua vez);
Estratégia ( a criança tem que pensar constantemente em seu objetivo de fazer os gols e como deve mexer em seus jogadores para alcançar sua meta);
Motricidade fina ao dar o “peteleco” com os dedos para mexer o jogador e a bolinha e calcular a necessidade exata de força para que a bolinha não vá muito para longe ou para perto e nem atinja o jogador adversário.



Caça ao tesouro

Material:
Papel e caneta para escrever as pistas e recompensas como balas, chicletes,chocolates, bonequinhos ou qualquer coisa que as crianças gostem.

Regras:
Deve-se escrever num papel as pistas. A primeira delas deve dar indícios de onde está a segunda pista e assim por diante. As pistas devem ser escondidas sem que as crianças as vejam. A primeira é dada às crianças para que com a dica dela possas achar a segunda e assim consecutivamente, até encontrarem o prêmio final.
O que trabalha?
Tolerância à frustração (ganhar, perder)
Trabalho em grupo (a brincadeira fica mais divertida se formarem-se grupos para que possam competir.
Leitura, interpretação de texto e raciocínio: Para encontrar a próxima pista e achar o prêmio as crianças precisarão de todos estes artifícios;
Motricidade grossa, sentido de direção: as pistas sempre tem informação de direita, esquerda, acima,abaixo...




Repórter da TV:

Material:
Um objeto para simbolizar um microfone, caixas de papelão para as câmeras e para a bancada. Roupas velhas para construir o “personagem”.

Regras:
Aqui a criatividade rola solta. As crianças decidirão sobre o que falarão, com quem falarão, quem será o âncora, o repórter e o entrevistado.

O que trabalha?
Criatividade
Imaginação
Conteúdo




As brincadeiras não tem idade. Papais, mamães, titio e titia estão convidados. É diversão à toda prova!

POR VIVIAN CAMILA

CURTA A PÁGINA DA NOSSA COLABORADORA E

 ACOMPANHE SEU TRABALHO: Clique aqui

domingo, 10 de julho de 2016

Férias com teatro infantil é mais DIVERTIDA!



Através de atividades artística, tem-se uma forma lúdica de ensinar e abordar vários temas. O teatro infantil aplica o ensino de uma forma diferente. Os contos de fadas e fábulas são muito usados, pois são mais fáceis, já que as crianças adoram estes temas. A encenação de fantoche para os pequenos é encantador, desenvolvem vários aspectos relacionados com a comunicação e a expressão sensório motora. 

Podemos, utilizá-lo também fora da sala de aula, como por exemplo, em espaços psicopedagógicos ou até mesmo em casa. O que vale é tornar o momento além de divertido e prazeroso, rico e propício para aprendizagem.

Aproveite as férias da criançada para enriquecer os momentos juntos. Reúna os amigos da rua, e crie uma peça teatral. Deixe que eles opinem e participem desse processo, vale a sugestão dos temas,  a produção de fantoches, e até mesmo o cenário.

Deixo o vídeo de um teatro, que realizamos aqui no espaço. O objetivo neste dia era trabalhar as letras do alfabeto, já que tinha uma criança,que necessitava desse apoio. Veja: Teatro infantil apresenta: O alfabeto

Foi uma experiência enriquecedora e muito produtiva! Posteriormente, damos continuidade com atividades complementares.

Em nossa plataforma, oferecemos um curso que aborda o tema, se tiver interesse em conhecer: A leitura e o teatro na educação infantil.




Por Karla Carvalho.

Inscrições abertas - Pós-graduação - Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

A Faculdade de Ciências médicas da Santa Casa de São Paulo,está com as inscrições abertas, para o curso de pós-graduação Neurociência e o Futuro Sustentado de Pessoas e Organizações. No momento,oferecem apenas 40 vagas, portanto, corra para garantir a sua!

O crescimento da neurociência nos últimos anos determinou a ampliação dos objetos de aplicação deste conhecimento em diversas áreas uma vez que, o estudo sobre os mecanismos de processamento neural da informação trouxe novos subsídios para o entendimento do ser humano e seu comportamento.

O curso tem como objetivo:

  • Promover a aquisição de conhecimentos neurocientíficos aplicados à gestão para fornecer ao mercado mão de obra capacitada a aplicar esses conhecimentos no desenvolvimento sustentável de pessoas e organizações;
  • Promover o reconhecimento da importância da neurociência no desenvolvimento da sociedade contemporânea;
  • Utilizar conhecimentos neurocientíficos para aprofundar o entendimento sobre as funções mentais que são estruturais no comportamento e desempenho humanos;
  • Fornecer bases teóricas e práticas sobre o conhecimento da anatomia e funcionamento do sistema nervoso;
  • Compreender as funções nervosas nos processos de aprendizagem, comunicação, liderança, gestão, autogestão e autoconhecimento;
  • Instrumentalizar a prática de gestão de pessoas com subsídios neurocientíficos; 
  • Fornecer estratégias baseadas em neurociência para o desenvolvimento sustentado de pessoas e organizações.



Para maiores informações acesse o site.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Brincadeiras de férias!!

Lembrando que férias é tempo de brincar ! De conhecer novas crianças, desenvolver novas habilidades e melhorar nossas especialidades, além de aprender muito!

Hoje, daremos dicas para brincadeiras de crianças de 4 a 7 anos:

Boliche:

Material: Garrafas pet e bola de meia (você pode incrementar as garrafas desenhando letras, números, colorindo-as, colocando imagens de personagens preferidos da criançada...).

Regras:
O objetivo é derrubar as garrafas e as regras vocês que combinarão. Se as garrafas de uma certa cor, ou não poder derrubar a de cor "tal", se ganha quem derrubar mais garrafas... e onde mais sua imaginação voar.

O que trabalha?
Motricidade grossa, conhecimento de cores, números, quantidades, aceitação de regras, são alguns exemplos.




Pular corda:

Material: corda (você pode comprar por metro em lojas de material de construção . A brincadeira fica mais divertida quanto mais crianças brincam.

Regras: Duas batem a corda e as outras crianças a pulam, não deixando que a corda bata em seus pés. Papai e mamãe, titio e titia! Usem de sua memória de longo prazo e lembrem-se das músicas que cantavam quando eram pequenos ao pularem corda... Por exemplo; Um homem bateu em minha porta e eu abri! Senhoras e senhores, ponham a mão no chão, senhora e senhores pulem de um pé só...  Quanto mais se pratica, melhor fica!

O que trabalha?
Motricidade grossa, coordenação motora, sistema cardiovascular, ritmo, resistência à frustração entre outros.



Cabaninha:

Material:  Cadeiras ou sofás de apoio, lençol, colcha, cobertor, travesseiro ou almofadas, colchão. Decorar a cabaninha com os objetos que vocês quiserem, já que ela pode ser o que vocês desejarem!

Regras: Não há. A cabninha pode ser construída como quiser, aonde quiser, dentro ou fora de casa. Pode ser uma floresta, uma nave espacial, um castelo, uma casa...o céu é o limite!

O que trabalha?
Criatividade, imaginação, vocabulário, cooperação (para arrumar a cabaninha e guardar o que foi usado também), além de propiciar momentos de uma deliciosa companhia entre amigos e criança ou entre criança e pais.



Vivo ou morto!

Material: Não há a necessidade de se utilizar material.

Regras: Algué, fora da brincadeira grita Vivo! (as criancas devem ficar de pé) ou Morto! (as crianças devem se agachar). Conforme as crianças vão se confundindo com os comandos e errando saem da brincadeira. Ganha o último a ficar. É ele quem dará as ordens.

O que trabalha?
Atenção, concentração, entendimento e aceitação de regras, freio inibitório ( não fazer o movimento antes de ele ser solicitado), estes são alguns exemplos de funções que a brincadeira atinge.



E aí, vamos brincar? Já vimos que estas brincadeiras são baratas, podem ser feitas dentro ou fora de casa ( a falta de sol e o frio não as impedem de serem executadas), além de serem diversão pura!

E você, lembra-se de alguma brincadeira deliciosa da sua férias quando criança? Conte para nós!

Boa brincadeira!

POR VIVIAN CAMILA

CURTA A PÁGINA DA NOSSA COLABORADORA E

 ACOMPANHE SEU TRABALHO: Clique aqui