segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

COMO ESCOLHER A ESCOLA IDEAL PARA O SEU FILHO? 8 DICAS QUE PODEM TE AJUDAR.

    É grande o número de pais que buscam um atendimento em meu consultório nessa época do ano, no intuito de buscar uma orientação profissional, e assim solucionar todas suas dúvidas e aflições, em torno de um assunto muito falado:

"A ESCOLA IDEAL PARA O MEU FILHO."

Mas afinal, qual será mesmo a escola ideal para o meu filho?

Será que existe uma regra?

Será que se eu seguir as dicas de um profissional estarei tomando a decisão correta?

E se eu escolher a escola mais cara da minha região? Será que isto trará uma garantia?

E se escolher aquela famosa e tradicional escola do bairro? Que garantia eu tenho de estar tomando a decisão correta?

Ainda existe aqueles que dizem que a escola ideal é aquela mais perto de casa!

Mediante a tantos pontos de interrogação, não tem como ficar angustiada e com medo de tomar uma decisão errada!

Diante a tantas dúvidas e aflições, como profissional, estarei deixando algumas sugestões de como escolher a escola ideal para o seu filho.

1) Faça uma lista de pelo menos 5 escolas que estejam estabelecidas e registradas pelo MEC e que ficam na sua região;

2) Reserve um dia e horário na sua agenda para visitar estas escolas, de forma, que você tenha disponibilidade e tempo para conhecer todos os setores da escola. Desde a sala de aula, laboratório, sala de informática, biblioteca, banheiros... Até a cantina!

3) É de grande importância que os pais conversem com o coordenador pedagógico e peça que fale sobre o projeto político pedagógico da escola, assim como o método de ensino, material pedagógico, valores  e avaliações;

4) Se seu filho apresenta dificuldades de aprendizagem, deficiência física ou intelectual, converse com a coordenadora da escola. Investigue como a escola poderá ajudá-lo, e se a escola irá conseguir atender as necessidades físicas ou cognitivas que seu filho apresenta. Se a escola conta com profissionais capacitados e atualizados para oferecer o  suporte necessário para o seu filho. Muitas escolas atualmente utilizam o título de inclusiva, mas infelizmente ainda são poucas que se encaixam neste modelo ;




5) Não escolha a escola para seu filho apenas porque alguém indicou. Siga também os passos acima, a indicação funciona apenas como referência, mas se os outros itens não corresponderem a sua expectativa, de nada valerá. Lembre-se, nem sempre o que é bom para um é para o outro, cada criança é um ser único, se desenvolve no seu tempo e da sua maneira. Sem contar que as dificuldades são individuais;

6) Verifique como funciona o sistema de segurança da escola, se existe câmeras instaladas, se há um corpo de apoio (como inspetores) e qual é o método adotado pela escola na hora de entregar o seu filho. Uma escola preocupada com a segurança costuma perguntar quem buscará a criança;

7) Não escolha  uma escola porque ela exigi demais no conteúdo. Nem sempre uma boa escola, é aquela que exagera na quantidade de exercícios e/ ou avaliações. Uma boa escola se preocupa em passar o conteúdo adequado e programado para cada idade e ajuda na construção de um cidadão capaz de pensar e resolver determinadas questões.

8) Fique atento a escola que não permite a sua visita durante o horário escolar. Escolas assim, costumam querer esconder algo.

Por Karla Carvalho

*Esse texto foi escrito por Karla Carvalho, caso você tenha gostado e queira compartilhar em seu blog, site ou outro local, não esquecer de dizer o nome da autora do texto.
( Lei de direitos autorais )

sábado, 10 de janeiro de 2015

8 JOGOS QUE IRÃO TORNAR AS FÉRIAS DA CRIANÇADA MAIS DIVERTIDA:

Que tal chamar a criançada para colocar a "mão na massa" e fazer das férias momentos divertidos e de muita aprendizagem? 


Sem contar que fazendo isso, dará a oportunidade a eles de colocar a criatividade pra fora e poderá trabalhar a atenção, concentração, orientação espacial, percepção visual e  raciocínio lógico. Além de ser muito divertido!

Abaixo algumas dicas de jogos feito com materiais recicláveis:

1) Acerte na lata: Com latas usadas, de extrato de tomate ou outros, você consegue fazer um personalizado e divertido jogo.  Escolhendo o personagem que desejar ou o da preferência da criançada, fica legal se você colocar atrás da lata um número, assim se jogar em grupo, aquele que acertar a maior quantidade  (soma), ganha a brincadeira. Escolha uma bola pequena, mas que tenha um certo peso.


2) Jogo de dama: Faça uma base em MDF / PAPELÃO / EVA ou CARTOLINA, e utilize tampas de garrafas pet ou de suco. Utilize a criatividade e bom jogo!!


3) Boliche de garrafa Pet: Garrafas pet's vazias, enfeite conforme a preferência, coloque pedrinhas ou algo que de um peso para que elas fiquem em pé. Compre uma bolinha ou fabrique vc mesmo, com massa de modelar ou papel marche.



4) Jogo da memória: Utilizando embalagem de leite, após recortar um quadrado do tam. da sua preferência, pinte um dos lados e cole a figurinha que desejar e por dentro cole numerais ou imagens repetidas. É diversão garantida!!


 Outra versão do jogo da memória:
5) Jogo das letras e palavras: Utilizando tampas de garrafa pet, tinta guache, papel ofício e canetinha você consegue criar um jogo super bacana e que ajuda no processo da aquisição da leitura e escrita. Uma dica você pode dividir este jogo em vários níveis. Veja:

A. Peça que a criança organize em ordem alfabética e identifique as letras;
B. Faça pequenos cartões com palavra ou figuras (dependendo do nível da escrita da criança) coloque dentro de um saco e peça que ela pegue um. A figura ou palavra que ela pegar deverá montar através do jogo;
C.  Depois peça que ela registre escrevendo em um papel;
D. Poderá formar frases também.


6) Jogo da velha: Utilizando bandejas de isopor (aquelas de mercado), fita adesiva colorida e algumas tampas de garrafa pet, montamos um prático jogo da velha. Quem quiser caprichar pode pintar  a bandeja de tinta guache.


7) Acerte o alvo: Utilize o rolo de papelão (daqueles papéis absorvente de gordura), uma base para colar estes rolos (pode ser tampa da lata de extrato de tomate ou nescau ou até mesmo um recorte de prato plástico), e argolas de plásticos. Enfeite da forma que preferi os rolos e aproveite a brincadeira. Ganha que conseguir acertar com a argola o alvo.


8) Quebra cabeça de palito de picolé: Compre um saquinho de palitos, coloque 10 palitos lado a lado, faça de um lado a base, passe uma fita durex larga para que o palito não descole enquanto você ou a criançada faz o desenho. Se preferir, faça um risco e de para criança colocar em cima, assim fica mais fácil. Pinte e espere secar. Depois que secar basta remover a fita e embaralhar e dar para a criança montar. Fica muito divertido! 


Por Karla Carvalho