terça-feira, 18 de setembro de 2012

Disortografia


       
Simaia Sampaio 

           Até a 2ª série é comum que as crianças façam confusões ortográficas porque a relação com os sons e palavras impressas ainda não estão dominadas por completo.
Porém, após estas séries, se as trocas ortográficas persistirem repetidamente, é importante que o professor esteja atento já que pode se tratar de uma disortografia.
A característica principal de um sujeito com disortografia são as confusões de letras, sílabas de palavras, e trocas ortográficas já conhecidas e trabalhadas pelo professor.


Características:

-   - Troca de letras que se parecem sonoramente: faca/vaca, chinelo/jinelo, porta/borta.
-   - Confusão de sílabas como: encontraram/encontrarão.
-   - Adições: ventitilador.
-   - Omissões: cadeira/cadera, prato/pato.
-   - Fragmentações: en saiar, a noitecer.
-   - Inversões: pipoca/picoca.
-   - Junções: No diaseguinte, sairei maistarde.

Orientações:

Estimular a memória visual através de quadros com letras do alfabeto, números, famílias silábicas.
Não exigir que a criança escreva vinte vezes a palavra, pois isso de nada irá adiantar.
Não reprimir a criança e sim auxiliá-la positivamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário