Como incentivar leitura e escrita nas crianças?


Em recente pesquisa, fomos acometidos por uma notícia devastadora para a educação brasileira , para o futuro de nosso país e de nossos filhos. Nossas crianças chegarão no nível de leitura de países adiantados em 260 anos!! Isso mesmo! 260 anos!
Uma informação destas, além de entristecer, revoltar  e preocupar a população que paga impostos por uma educação de qualidade, atinge em cheio o futuro de nossas crianças, que, num mundo globalizado, perdem a competitividade no mercado de trabalho, correm o risco de ganhar um salário menos, além de, sem ler, escrever  e compreender corretamente, podem ser enganados ao assinarem  contratos por exemplo. Você gostaria de ser iludido ao assinar um contrato de trabalho ou ao comprar sua casa ou carro?
Mas o que podemos fazer para mudar esta realidade? Além de estarmos cientes no candidato a votar nas eleições, acompanhar as decisões da prefeitura, governo do Estado e governo Federal, podemos incentivar a leitura, compreensão de texto e escrita em casa mesmo, de forma fácil e no dia a dia.
Siga estas dicas!

·         Leia para seu bebê quando ainda está em gestação. Sim! As crianças escutam quando estão no útero da mãe! Assim ela já se habitua aos sons da língua da mãe além de se acostumar a ouvir estórias.

·         Ofereça livros desde a mais tenra infância. O contato com figuras, cores, letrinhas, sons da palavra lida  estimula a visão, a audição... Muitos livros estimulam também o tato, o olfato... Há várias opções baratos e às vezes até gratuitas de livros para todas as idades. Promova na família  uma troca de livros entre a criançada!


·         E quando ele estiver maiorzinho, pegue 5 minutinhos do dia e leia uma  estória para seu filho, pergunte a ele que personagem gostou mais ou menos, peça para ele contar a estorinha para você, com as palavrinhas dele.

·         Vai cozinhar? Chame  seu filho e peça para ele ler a receita e separar o que vai ser utilizado. Assim ele trabalha com leitura e matemática, pois vai ter que separar as quantidades.

·         Vai ao mercado? Peça ajuda para ele escrever e organizar a lista de compras, olhar a validade dos produtos, ver na tabela quantidade de sódio, ou se o produto não tem açúcar por exemplo. Qual o valor do produto? Quanto custava antes? Quanto economizar?



·         E o mais importante, leia você também. Se não gosta muito de ler, procure um assunto que você se interessa e vá adiante. Nem que seja um parágrafo por dia! Mas mostre que você se interessa pela leitura e o quanto ela o ajuda no dia a dia.


Muitas pessoas podem sentir que estas dicas darão muito trabalho nos dias apressados pelos quais temos que passar hoje em dia. Mas pense o quanto você estará colaborando para o futuro de seu filho! O quanto um adulto com facilidade de leitura, escrita e compreensão pode ter as rédeas de sua vida, ajudar os outros e ser feliz!




CURTA A PÁGINA DA NOSSA COLABORADORA E






 ACOMPANHE SEU TRABALHO: Clique aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dificuldades de aprendizagem específicas: Dislexia, Disgrafia, Disortografia e Discalculia.

ETAPAS EVOLUTIVAS DO DESENHO INFANTIL SEGUNDO PIAGET

MODELO DE QUESTIONÁRIO PARA INSTITUIÇÃO ESCOLAR