quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Como ajudar meu filho a estudar?


Entramos no mês de setembro. As provas do terceiro bimestre estão batendo nas portas das escolas. Alguns alunos precisam apenas manter o desempenho dos bimestres anteriores, outros precisam estudar bastante para “ correr atrás do prejuízo” .
O fato é que cada criança aprende de um jeito. Umas aprendem melhor analisando figuras, outras lendo, outras ouvindo a matéria dada, outras escrevendo... Mas como ajudar meu filho a estudar?
Para iniciar, há a necessidade de se criar uma hora e um local de estudo. Um lugar calmo, claro (a luz tem que entrar do lado oposto ao que a criança escreve – para destros a luz da janela deve vir da esquerda e para canhotos a luz virá pela direita). Não adianta também colocar a criança para estudar a tarde inteira sem intervalos. O ideal é um intervalo de 10 minutos a cada 35 minutos de estudo. Tente perceber, qual horário sua criança está mais concentrada para estudar.
Televisão, celular, rádio, computador não devem estar disponíveis a esta hora. Obviamente hoje o computador muitas vezes faz parte da tarefa, mas é importante que cuidadores possam acompanhar a criança nesta hora, para que não se disperse nestes 30 minutos de estudo, e use o computador neste período apenas no que for necessário à execução da tarefa.
Mas você pode pensar...Que absurdo! Até parece que meu filho adolescente vai largar a parafernália eletrônica para estudar” . É verdade, se ele não tiver este hábito desde pequeno será mais difícil mas não impossível. Com sua ajuda tudo tem seu jeito. Afinal, meia hora sem os aplicativos de mensagens não o matarão. Ele poderá verificá-lo nos 10 minutos de descanso (e você pode aproveitar a deixa e tentar ficar sem o aplicativo por uns minutinhos...não adianta você estar o estimulando a concentrar-se se você mesma não desliga a televisão e nem se separa do celular.).
Tente ensiná-lo a resumir o que leu anotando as palavras mais importantes e depois dizendo o que entendeu. Inicialmente faça isto a cada parágrafo e depois vá aumentando o número de parágrafos lidos até que ele possa ler (ou você ler o texto) e a criança responder, com as palavras dela, o que entendeu do texto todo.
Você também pode fazer mapas mentais que são esquemas, desejos e palavras que o ajudam a lembrar da matéria Veja o exemplo abaixo:





  
                                      Fonte: https://almirbrcoa.wordpress.com

                  Você também pode estimulá-lo a gravar  o que explicou e estudar, a fazer contas contando palitos de dente, tampinhas... a imaginação é o limite. Pode parecer que dá muito trabalho, que você não disponibiliza de tempo...mas depois, ao acostumar com estas possibilidades será mais fácil para ele e par você.

                  Se você perceber que seu filho tem dificuldades para prestar atenção, memorizar, ler, escrever , fazer cálculos, procure a ajuda de um psicopedagogo. Ele é o profissional habilitado para ajudar seu filho nesta demanda escolar. Não deixe que a criança sofra com a aprendizagem. É na escola que ele vai ter subsídios para ser alguém realizado profissionalmente. Dê esta chance a ele.

CURTA A PÁGINA DA NOSSA COLABORADORA E

 ACOMPANHE SEU TRABALHO: Clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário